Lamentações 1:1-22

1COMO está sentada solitária aquela cidade, antes tão populosa! Tornou-se como viúva, a que era grande entre as nações! A que era princesa entre as províncias, tornou-se tributária!

2Chora amargamente de noite, e as suas lágrimas lhe correm pelas faces; não tem quem a console entre todos os seus amantes; todos os seus amigos se houveram aleivosamente com ela, tornaram-se seus inimigos.

3Judá passou em cativeiro por causa da aflição, e por causa da grande servidão; ela habita entre os gentios, não acha descanso; todos os seus perseguidores a alcançam entre as suas dificuldades.

4Os caminhos de Sião pranteiam, porque não há quem venha à festa solene; todas as suas portas estão desoladas; os seus sacerdotes suspiram; as suas virgens estão tristes, e ela mesma tem amargura.

5Os seus adversários têm sido feitos chefes, os seus inimigos prosperam; porque o SENHOR a afligiu, por causa da multidão das suas transgressões; os seus filhinhos foram para o cativeiro na frente do adversário.

6E da filha de Sião já se foi toda a sua formosura; os seus príncipes ficaram sendo como corços que não acham pasto e caminham sem força adiante do perseguidor.

7Lembra-se Jerusalém, nos dias da sua aflição e dos seus exílios, de todas as suas mais queridas coisas, que tivera desde os tempos antigos; quando caía o seu povo na mão do adversário, e não havia quem a socorresse; os adversários a viram, e fizeram escárnio da sua ruína.

8Jerusalém gravemente pecou, por isso se fez errante; todos os que a honravam, a desprezaram, porque viram a sua nudez; ela também suspira e volta para trás.

9A sua imundícia está nas suas saias; nunca se lembrou do seu fim; por isso foi pasmosamente abatida, não tem consolador; vê, SENHOR, a minha aflição, porque o inimigo se tem engrandecido.

10Estendeu o adversário a sua mão a todas as coisas mais preciosas dela; pois ela viu entrar no seu santuário os gentios, acerca dos quais mandaste que não entrassem na tua congregação.

11Todo o seu povo anda suspirando, buscando o pão; deram as suas coisas mais preciosas a troco de mantimento para restaurarem a alma; vê, SENHOR, e contempla, que sou desprezível.

12Não vos comove isto a todos vós que passais pelo caminho? Atendei, e vede, se há dor como a minha dor, que veio sobre mim, com que o SENHOR me afligiu, no dia do furor da sua ira.

13Desde o alto enviou fogo a meus ossos, o qual se assenhoreou deles; estendeu uma rede aos meus pés, fez-me voltar para trás, fez-me assolada e enferma todo o dia.

14O jugo das minhas transgressões está atado pela sua mão; elas estão entretecidas, subiram sobre o meu pescoço, e ele abateu a minha força; entregou-me o Senhor nas mãos daqueles a quem não posso resistir.

15O Senhor atropelou todos os meus poderosos no meio de mim; convocou contra mim uma assembléia, para esmagar os meus jovens; o Senhor pisou como num lagar a virgem filha de Judá.

16Por estas coisas eu ando chorando; os meus olhos, os meus olhos se desfazem em águas; porque se afastou de mim o consolador que devia restaurar a minha alma; os meus filhos estão assolados, porque prevaleceu o inimigo.

17Estende Sião as suas mãos, não há quem a console; mandou o SENHOR acerca de Jacó que lhe fossem inimigos os que estão em redor dele; Jerusalém é entre eles como uma mulher imunda.

18Justo é o SENHOR, pois me rebelei contra o seu mandamento; ouvi, pois, todos os povos, e vede a minha dor; as minhas virgens e os meus jovens foram levados para o cativeiro.

19Chamei os meus amantes, mas eles me enganaram; os meus sacerdotes e os meus anciãos expiraram na cidade; enquanto buscavam para si mantimento, para restaurarem a sua alma.

20Olha, SENHOR, porque estou angustiada; turbadas estão as minhas entranhas; o meu coração está transtornado dentro de mim, porque gravemente me rebelei; fora me desfilhou a espada, em casa está a morte.

21Ouviram que eu suspiro, mas não tenho quem me console; todos os meus inimigos que souberam do meu mal folgam, porque tu o fizeste; mas, em trazendo tu o dia que apregoaste, serão como eu.

22Venha toda a sua maldade diante de ti, e faze-lhes como me fizeste a mim por causa de todas as minhas transgressões; porque os meus suspiros são muitos, e o meu coração está desfalecido.

Compartilhar no Facebook

Capítulos

01 02 03 04 05
.

Reze com todas as mulheres que estão lutando bravamente por seu bem-estar e a dos outros. Rezemos com todas as mulheres que, em suas famílias, dão vida ao seu verdadeiro significado pelo dom de um amor gratuito, pelas atitudes maternas que eles desenvolvem todos os dias. Deixe-nos também orar com os professores, educadores e com todos os que estão empenhados em servir os outros.

Senhor, faça-me um instrumento de Sua Paz Abençoe todas as mulheres que trabalham todos os dias para trazer a paz à sua comunidade, para suas casas e em seus corações. Dê-lhes a força para continuar a mudar as espadas em arados.

Onde há ódio, deixe-me levar o amor.

Rezamos por todas as mulheres que sofrem discriminação de gênero, desigualdade e preconceito. Ajude-nos a ver e enfrentar discriminação contra as mulheres em todas as suas formas. 

Onde há uma ofensa, deixe-me levar o Perdão. Ele conforta todas as mulheres que sofrem a dor de guerra, violência e abuso. Que eles se tornem instrumentos de sua própria reconciliação e pacificação.

Onde há discórdia, deixe-me liderar a União.

Perdoa todas as mulheres e homens que permitiram que as diferenças alimentassem o ódio e a discriminação. Que o exemplo de seu respeito por toda a criação nos ajude a ver que somos todos responsáveis pelo nosso mundo.

Onde há um erro, deixe-me levar a Verdade.

Contém todas as mulheres que lutam na escuridão do abuso, da pobreza e da solidão. Podemos levá-los à luz, reconhecer sua dor e tentar eliminar o ônus da vergonha ou desconforto.

Onde há dúvida, deixe-me levar a Fé.

Rezamos por todas as mulheres que vivem com medo de seus maridos, seu irmão, seu pai ... e as forças que controlam suas vidas. Ajude-os a ser capazes de ser eles próprios graças ao seu eterno amor e fé.

Onde há desespero, deixe-me levar Esperança.

Rezamos por todas as mulheres que vivem em desespero, pobreza, violência, tráfico, escravidão e abuso. Que a luz do seu amor lhe traga esperança.

Onde há tristeza, posso trazer alegria.

Ajude-nos a ver a força e a bondade em cada mulher e cada homem. Transforme nossos corações para que comemorem amor e graça em todas as pessoas. Que possamos ser abençoados com a coragem de Santa Clara de Assis, Santa Maria Eufrasia, Saita Catarina de Sena e outros santos muito importantes em cada país, seguir nosso próprio caminho de amor para você e para nossos irmãos e irmãs ... 


-->